Programa 53: O Leo Arremecághona

Sou um tipo bastante independente, além de independentista.

Professor no Instituto Politécnico de Vigo e filólogo. Poeta e músico. Estética punk e canção reivindicativa galega. “Rural Love” e “Corina Porro”. “Quero Aghobiarte” e “A neurona na patineta”. “En lo más hondo” e “Materialismo dialéctico”. Assim é o Leo i Arremacághona!!! e assim é o profissional que está por trás deste artista.
 
No ano 1998 publicou o seu primeiro disco, com 24 anos. Foi em 2006, após participar no concurso “A polo ghit”, quando iniciou uma trajetória que combina a sua música com diversas personagens que sobem ao cenário, seguindo o modelo da escola catalã. Por outras palavras, com o Leo atua uma família inteira de artistas que não deixa ninguém indiferente!
 
Demonstrando que a normalização se faz cada dia, participa de várias iniciativas, como são os contubérnios tabernários. Sobre estas questões falou com o nosso Marco e com Bernardo Penabade, de modo que o convidamos a escutar esta nova entrevista do Grandes Vozes do Nosso Mundo para conhecer este e outros projetos do nosso artista.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*