Fado Bicha chega à Ponte Musical na voz do João Caçador

“Lisboa, não sejas racista/ Não é só pra turista/ Vir e ocupar/ Lisboa, não sejas racista/ Velha cavaquista/ Não queiras voltar/ Lisboa, não sejas racista/ E crê que esta lista/ Não vai amansar/ Lisboa, não vives não falas/ Tira-me essas palas E aprende a escutar”

Fado Bicha a intepretar “Lisboa, não sejas racista”

João Caçador concedeu-nos a primeira entrevista para um meio de comunicação da Galiza e nós quisemos aproveitar a ocasião para falarmos do maior número possível de temas. O primeiro o do termo “Bicha”, com o qual o nosso interlocutor entra plenamente em matéria: “é um insulto que serve para qualificar um homem homossexual e afeminado, o que provoca punição social. Essa palavra que foi tomada como um insulto às nossas identidades tornamo-la como uma arma de visibilidade e de orgulho”.

One thought on “Fado Bicha chega à Ponte Musical na voz do João Caçador

  • 03/16/2019 at 13:46
    Permalink

    A palavra “bicha” ´tem origem no Brasil à corruptela de transviado. Em lugar de dizerem transviado passaram a dizer só viado. Esta palavra como é homófona de veado pensaram que se referiam ao animal. No meio homssexual é usual a pose e o fingimento. Ser chique era dizer veado em francês, cerf, mas como aos que são muito veados escolheram o feminino de “cerf” que em fracês é “biche”, que se pronuncia [biche]. Assim um homossexual muito afectado passou a ser conhecido por bicha.
    Em português a palavra bicha significa verme.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*