Elvis Afonso, a voz de Embu das Artes

O artista brasileiro, que participou em Lisboa no festival "A Praça Convida", protagonista do nosso programa nº 94

O programa 94 começa com “Estradas no céu” em dueto do Valas e a fadista Raquel Tavares. A seguir, outro ritmo e outro país: os Raiva, da Galiza, com “Fartos“. A primeira parte, de diálogo entre a Galiza e Portugal, tem ainda as intervenções do Diogo Piçarra e o Brais Morán, o primeiro a falar do Paraíso imaginário e o segundo a dizer que o verdadeiro Paraíso está na Costa da Morte. Todas estas Grandes Vozes seleccionadas por Marco Pereira e apresentadas por Edilson S. Tavares e Matías Nieza são um preâmbulo da parte central do programa: a conversa do galego Gabriel André e da cabo-verdiana Vera Rocha com o brasileiro Elvis Afonso.
Num programa como o Grandes Vozes a melhor das apresentações é a música. Foi por isso que nada mais a Vera dizer o seu nome, o Elvis apanhou a viola e começou a cantar. Depois, a conversa. “Estou em Lisboa há 26 dias. Sou de Embu das Artes“. De Embu das Artes? Nesse caso é preciso comentar mais coisas: “é mundialmente conhecida. Uma cidade caracterizada pelo artesanato. Com muita música ao vivo”.
A música acompanha na vida o Elvis Afonso desde há uns 25 anos. No início era a sua uma música de blues e depois virou para a música popular brasileira. Quando os locutores perguntaram pelas expectativas em Portugal, obtiveram resposta rápida:
-Na verdade, eu quero viver. Quero trabalhar com artes. Artes plásticas, fotografia… a música é um caminho a mais; é uma paixão.
Assim é este artista da área metropolitana de São Paulo, o protagonista do “Deixe Falar” do programa 94.
Na parte final do programa, o diálogo foi ainda mais alargado. Os microfones estavam nas ruas de Lisboa e aproveitamos para conhecer as preferências musicais da audiência. Foi então o momento dos Trovante, do Sérgio Godinho e de Madredeus.
Magnífica conversa. O modelo de relacionamento natural entre os nossos diferentes sotaques.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*